Texto - Sala de Novas mídias

Saiba Mais

O EX-ESPECTADOR


A indústria do videogame não para de crescer. Enquanto cinemas perdem bilheteria e emissoras de TV perdem audiência, os games expandem cada vez mais seu público e atingem, além de crianças e adolescentes, homens e mulheres em idade adulta. Falando em termos de grana, cada vez mais a indústria do videogame é senhora do entretenimento no mundo.
Essa tendência revela uma clara mudança na relação do ser humano com o entretenimento: a passividade do espectador está em xeque.

Vamos dar uma olhada no que diz o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa sobre a palavra espectador:

Acepções
■ substantivo masculino

1 aquele que assiste a um espetáculo
Ex.: os e. aplaudiram calorosamente

2 aquele que presencia um fato; testemunha, presente
Ex.: o crime foi na rua, em meio a dezenas de e.

3 aquele que observa ou examina (algo); observador

Além de tramas bem desenvolvidas e gráficos impressionantes, os jogos de videogame nos oferecem a possibilidade de ser parte do universo do jogo, de interferir diretamente na construção de sua história, de exercer controle sobre as ações dos personagens. Quem joga videogame recebe e constrói as emoções de maneira mais direta do que quem assiste a um filme, a uma novela ou a uma série de TV. E o exemplo dos games vale também para outras formas contemporâneas de entretenimento.

Diferentemente da TV, em que o espectador é escravo da grade de programação, no Youtube é possível assistir ao conteúdo que se quer, a qualquer hora do dia ou da noite. Além disso, é possível comentar os vídeos, guardá-los num canal pessoal e divulgá-los para os amigos. Também é possível produzir conteúdo, gravando filmes e exibindo-os num espaço que pode ser acessado de qualquer lugar do planeta.

Senhoras e senhores, bem-vindos ao espetáculo dos ex-espectadores!


Texto: Henry Grazinoli
Consultoria de Conteúdo: Patrícia Moran e Reinaldo Pamponet